Portal atualizado em: 3 de dezembro de 2021 às 19:06h

Areia Branca festeja 94 anos de emancipação política de 21 a 25 de outubro com investimentos no turismo

Início Areia Branca festeja 94 anos de emancipação política de 21 a 25 de outubro com investimentos no turismo

A Prefeitura de Areia Branca realiza no período de 21 a 25 de outubro o Festival de Emancipação Política 2021 com o tema “Areia Branca: 94 anos de história, tradição e encantos” que contará com uma vasta e diferenciada programação contemplando desde inaugurações de obras a atividades religiosa, cultural e histórica como é a tradição dos areia-branquenses.

Os festejos iniciam na manhã desta quinta-feira (21) com o tradicional hasteamento das bandeiras do Município de Areia Branca, do Rio Grande do Norte e do Brasil em frente ao Palacete Coronel Fausto às 8 horas da manhã com a presença da prefeita Iraneide Rebouças Rebouças e demais autoridades. Logo após será iniciada uma caravana que percorrerá ruas e avenidas para realização de inaugurações de obras na cidade e também na zona rural.

“Será a primeira vez que a festa da emancipação do nosso município contará com uma caravana passando por todas as comunidades prestigiando a zona rural”, disse a prefeita Iraneide Rebouças.

INAUGURAÇÕES

Entre os locais que serão inaugurados estão a pavimentação do bairro Nossa Senhora dos Navegantes passando pelas obras de reforma das unidades de saúde das comunidades de Redonda e de São Cristóvão que também conta com o Beco da Alegria, um ambiente para realização de eventos artístico e cultural que já virou atração turística pela originalidade. Ainda a respeito de investimento para o turismo, será inaugurado na praia de Ponta do Mel o Mirante das Cruzes, cenário de três filmes nacionais, que ganhará em breve a Capela das Três Cruzes que será construída em madeira para ser um espaço ecumênico. A prefeita Iraneide Rebouças fará ainda a assinatura da ordem de serviço da Praça dos Coqueirais projetada em madeira para ser instalada em frente à praia para as crianças brincarem enquanto os pais caminham pela praia ou praticam alguma atividade física no calçadão da orla, como também da construção do Food Park Beira Mar para os barraqueiros que comercializam na área da praia e foram notificados pela Secretaria do Patrimônio da União (SPU) para deixar o lugar por pertencer a União.

“Me sensibilizei com a situação dos barraqueiros e com a ajuda da Procuradoria Geral do Município conseguimos apresentar três projetos desenvolvidos pela Secretaria de Serviços Públicos, Urbanismo e Obras e, um deles, com o uso de contêiner numa quadra em frente à praia teve a aprovação das autoridades ambientais e vamos entregar aos comerciantes o Food Park Beira Mar”, explicou a prefeita Iraneide Rebouças.

Seguindo a programação do Festival de Emancipação de Areia Branca 2021 na sexta-feira, 22 de outubro, feriado municipal, os areia-branquenses vão acordar com uma alvorada onde artistas da terra que vão cantar músicas conhecidas da população. Às 8 horas será celebrada uma missa em ação de graça e a tarde, a partir das 15 horas, o Bike Cultural: Um passeio pela História de Areia Branca” vai levar os participantes para conhecer os pontos históricos da cidade.

“Nossa cidade ainda preserva sua história em várias edificações antigas e vamos passar por todas e conhecer um pouco mais de nossa tradição”, explicou o presidente da Fundação de Cultura, Abner Souza.

No sábado, 23 de outubro, a programação inicia às 16 horas com a inauguração do calçadão da Praia de Upanema que já se tornou cartão postal da cidade e assinatura da ordem de serviço para obra de extensão da segunda etapa do calçadão, logo em seguida, o retorno do projeto “Arte, Esporte e Cultura junto ao Mar” com a atração do cantor Lieberth Rodrigues. No domingo a programação segue com o apoio da administração municipal ao I Ecopedal de Areia Branca que terá largada e saída da praia de Upanema e um percurso de 45 km de aventura.

MIRANTE DAS BALEIAS

E, encerrando as atividades do festival, será entregue na segunda-feira, 25, o Memorial da Baleia montado na Praia de Upanema em homenagem aos 30 golfinhos da espécie falsa-orca (Pseudorca crassidens) que encalharam na praia no dia 23 de setembro de 2013. A operação de resgate durou cerca de três horas e contou com a ajuda do Projeto Cetáceos da Costa Branca (PCCB-UERN), Capitania dos Portos, Polícia Ambiental e moradores. 24 baleias foram devolvidas ao mar com vida e seis morreram no local possivelmente por parasitismo e intoxicação por metais pesados. Duas das baleias resgatadas apareceram mortas horas depois em praias próximas. Os animais que foram à óbito estão enterrados a 700 metros do local do encalhe conhecido popularmente como Cemitério das Baleias.

“Foi um encalhe que chamou a atenção de todos nós, areia-branquenses, inclusive o Projeto Cetáceos da Costa Branca está elaborando um plano emergencial para o caso de acontecer novamente estarmos melhor preparados, e em parceria com a Prefeitura de Areia Branca, a população está sendo treinada para evitar uma possível morte do animal marinho que venha a encalhar novamente na costa do município. O fato também é um atrativo turístico, as pessoas gostam de saber as curiosidades da cidade que visitam. Esperamos ainda com esse memorial sensibilizar a população e os visitantes sobre a preservação do mar e o cuidado com o descarte do lixo, deixando os resíduos nos locais corretos mantendo as praias limpas”, disse a prefeita Iraneide Rebouças.

Compartilhar

Notícias Relacionadas